Notícias & Destaques

Artesãs brasileiras expõem trabalho na Assembleia Geral da ONU

A arte é espontânea e conta muito da vida de cada uma delas. Visitantes se impressionam com a riqueza da cultura brasileira.

Artesanato brasileiro está em exposição no endereço mais internacional do planeta: a sede da ONU, em Nova York.

A índia pede permissão para a coruja antes de colher o algodão. A mineira transforma flores em abajur. Elas vieram de todas as regiões do Brasil para a cidade que é uma mistura do mundo.

No Museu Metropolitan de Nova York, o olhar das artesãs logo vira encantamento. Mulheres simples, quase todas pela primeira vez no local, em contato com antigas civilizações.

“Maravilha! É uma coisa impressionante, um sonho que está sendo realizado!”, diz a artesã Juracy Borges da Silva.

Tudo tão distante e tão próximo. “Vi coisas indígenas e me lembrou muito assim, como se tivesse na minha aldeia”, conta Raimunda Pinheiro.

De admiração para orgulho. O sentimento muda a poucos quarteirões de distância. É que as mulheres são as estrelas dessa exposição sobre artesanato brasileiro na sede da ONU, o endereço mais internacional do planeta.

As bonecas de dona Zezinha, as panelas de barro de Berenícia. Uma arte espontânea, que conta muito da vida delas.

É cantarolando que Gercina Maria de Oliveira trabalha. Ela começou a fiar porque queria comprar um tecido vermelho. Não parou mais. “Procurei ir melhorando ao longo do tempo, procurei estar sempre aprendendo. Quem trabalha com artesanato, com garra, com fé, não fica em extrema pobreza”, justifica. A rede para descansar esconde a luta de Rosinha Oliveira. Ela nasceu com uma deficiência no sertão do Ceará e viu que a única saída era a educação: “Fazia crochê para poder pagar o pau-de-arara para ir estudar na cidade”, conta.

Quando completou os estudos, Rosinha criou uma cooperativa na comunidade. “Através do artesanato temos vida digna, não tem uma pessoa analfabeta”, afirma a artesã.

Os trabalhos vão ficar expostos durante a Assembleia Geral da ONU, que vai reunir chefes de estado do mundo inteiro.

Para uma visitante, são obras com personalidade.


Fonte: 
Alan Severiano, Nova York, EUA - Site Globo



Artesãs brasileiras expõem trabalho na Assembleia







Politica de privacidade Termos de utilização Copyright 2013 © Sherwin-Williams do Brasil - Todos os direitos reservados